Fitness para todas as idades


Fitness para todas as idades title=

Ir à academia, preocupar-se com a alimentação e, principalmente, com a forma física, não é exclusividade das jovens. Hoje, as mulheres de todas as idades estão antenadas não só nas últimas novidades dos tratamentos estéticos, mas também nos benefícios que a prática de exercícios físicos pode trazer. Praticar esportes, caminhar, nadar, malhar, todas estas atividades são a melhor forma de manter seu corpo em dia e proporcionar uma melhor qualidade de vida.


É preciso ficar atenta, no entanto, às mudanças que as diferentes faixas etárias vão trazendo para o seu corpo. "O declínio da massa muscular é uma dessas mudanças. Em linhas gerais, entre os 25 e os 50 anos, 10% da massa magra é perdida, e entre 50 e 80 anos, até 40%", define Hamabili Machado Pires, gerente da Curves Moema Pássaros (SP). Por conta disso, o exercício físico é tão importante: além de manter a forma, fortalece a musculatura e ajuda a prevenir osteoporose, diabetes e doenças cardiovasculares, entre outros problemas.

>> 20 E POUCOS ANOS
Nesta idade, a mulher tem interesse no exercício físico principalmente para emagrecer e manter o peso. Esta preocupação é cada vez mais comum, uma vez que os maus hábitos alimentares vêm fazendo com que as jovens estejam cada vez mais acima do peso recomendado. Airton Bolfe, professor de musculação e personal trainer da Fórmula academia (SP), explica que, nesta fase, há poucas restrições e a mulher pode aproveitar para fazer qualquer tipo de exercício físico.
"O indicado são atividades que tenham estímulo maior, como as aulas em grupo: vôlei, futebol, muay thai, ioga, ginástica, aula de corrida, entre outras", diz o professor. As academias proporcionam um ambiente agradável e animado para que você tenha prazer em fazer exercício. O acompanhamento profissional constante e a possibilidade de estar em contato com outras pessoas são um incentivo mesmo para aqueles dias em que bate uma preguiça.

>> TRINTINHA
Você ainda tem poucas restrições quanto à prática de exercícios. O conselho é manter o ritmo e buscar exercícios posturais para complementar a musculação e aeróbica, além de manter a frequência com a qual você malha. Letícia Toledo, coordenadora do Pilates StudioFit (SP), conta que as mulheres nesta faixa etária "começam a sentir que o metabolismo diminui e o corpo começa a sofrer alterações". Por conta disso, buscam adquirir mais resistência, flexibilidade e postura com o exercício físico. As atividades aeróbicas são as mais recomendadas, pois queimam calorias e dão energia, e até os 40 anos a mulher tende a gastá-la em excesso.
Para manter a forma e a saúde, o exercício deve ser feito com frequência e regularidade. De 40 minutos a uma hora, pelo menos quatro vezes por semana. Por isso, é importante avaliar que tipo de exercício você quer fazer. Procure uma atividade que te dê satisfação e conte sempre com a ajuda de um profissional.

>> DEPOIS DOS 40
as quarentinhas devem redobrar o cuidado com a postura e o alongamento, pois esta é uma idade na qual alguns problemas podem surgir e limitar seus movimentos. Além disso, a perda de peso torna-se mais difícil, sendo importante manter os exercícios aeróbicos. introduza também em sua rotina atividades de baixo impacto, que ajudam na prevenção da osteoporose. "Recomendamos um treinamento mais específico e exercícios detalhados, feito por um profissional, de acordo com o objetivo da mulher", explica Airton Bolfe.
O professor irá encaminhá-la para um teste ergométrico, e com ele, indicar qual o melhor treinamento para você, além de determinar a frequência correta de seus batimentos cardíacos. Desta forma, não é preciso deixar de fazer as aulas mais dinâmicas por causa de sua idade.

>> 50 E MUITO MAIS
Ao passar dos 50 anos, o corpo passa por algumas alterações, e a mulher começa a sentir perda de equilíbrio e força muscular. "Exercícios que desafi em a estabilidade e mudem o centro de gravidade auxiliam na recuperação desses fatores. O trabalho dos músculos do assoalho pélvico também contribui na prevenção de alguns distúrbios provenientes da idade", diz Letícia Toledo. A mulher deve fazer um acompanhamento médico junto com os exercícios físicos. Exames cardiovasculares e de densitometria óssea irão auxiliar o profissional a recomendar a melhor série de atividades e a intensidade adequada.
O pilates, por exemplo, é uma atividade física muito procurada por mulheres nesta faixa etária, mas beneficia todas as idades, por ser uma atividade global e completa. Exercícios com bola e aparelhos alternativos, como elástico, halteres, caneleira, aparelhos de musculação, também são bastante requisitados. Isto porque este tipo de atividade diminui o risco de fraturas e ajuda a prevenir a osteoporose, muito comum nesta fase.
E que tal encarar uma piscina? a hidroginástica melhora a capacidade aeróbica e cardiorrespiratória, é um exercício seguro e uma delícia neste calor. O importante, mesmo depois dos 50 anos, é não parar!

>> MÃE EXEMPLO NA MALHAÇÃO
Ana Stela anderlini, 37 anos, consegue conciliar o papel de mãe com a academia. Como? Ela aproveita o horário em que seus filhos, de dois e cinco anos, têm atividades para fazer natação e pilates, e encontrou nessa equação uma ótima forma de se cuidar. Para complementar o exercício e ajudar a manter o corpo em dia, ela ainda corre na esteira que tem em casa. "Comecei a correr por incentivo do meu marido. Já o pilates eu procurei, pois era uma atividade nova, que mexia com postura", diz ela, que contou com o acompanhamento de um cardiologista quando iniciou a corrida. Estes cuidados são por conta de um histórico familiar de cardiopatias e um problema na coluna. Além das atividades físicas, Ana Stela mantém se atenta à alimentação, priorizando as refeições balanceadas durante a semana, inclusive para as crianças.

5 aulas de Academia para você fazer em casa
4 aulas de Academia + bônus de aula de Treinamento Funcional
5 aulas de Jump + bônus

Exercícios no lar
Malhar em casa por conta própria não é uma boa ideia, mas mudar alguns hábitos pode te auxiliar a manter a forma. Mora em prédio? Que tal trocar o elevador pelas escadas? Você gasta calorias e enrijece as pernas. Outra dica é trocar o carro por uma caminhada ao fazer percursos curtos, seja até o mercado ou para a própria academia. Esta é, aliás, uma boa atividade para quem quer deixar o sedentarismo de lado e começar a se mexer pouco a pouco. Você pode dar apenas uma volta no quarteirão, andando cerca de 15 minutos, até fazer uma caminhada mais longa, chegando a uma hora.
Para se exercitar em casa, você pode contar com a ajuda de um personal trainer, que irá indicar uma série correta de movimentos, com um número determinado de repetições e a frequência com a qual é necessário fazê-los. Contar com o auxílio de um profissional na hora de malhar é essencial para sua saúde e para obter os melhores resultados possíveis. um personal trainer é uma boa opção para quem não tem muito tempo disponível para ir à academia ou prefere ter liberdade para fazer seus próprios horários. Ele será responsável por todas as suas atividades e acompanhar sua evolução.